22°
Máx
16°
Min

Manifestantes tentam impedir entrada de ajuda em Alepo e ONU pede garantias

Manifestantes pró-governo na Síria caminham em direção a uma estrada conhecida como Castello, no norte de Alepo, na Síria, com o objetivo de impedir a entrada de caminhões com ajuda humanitária na cidade, de acordo com ativistas do Observatório Sírio de Direitos Humanos.

As pessoas que participam da manifestação pertencem aos povos de maioria xiita de Nubul e Zahra e eles reclamam do envio de assistência humanitária apenas aos distritos sitiados em Alepo, sob controle opositor e rodeados pelo regime, e não às localidades de Fua e Kefraya.

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou hoje que só irá entrar na cidade de Alepo com assistência quando tiver garantias de segurança e que estão aguardando um sinal positivo das forças do Exército da Rússia e da Síria para poderem entrar em partes controladas pelos rebeldes da cidade. Atualmente, existem dois comboios de 20 caminhões aguardando na região fronteiriça com a Turquia à espera de condições seguras para entrar nos locais.

O Observatório disse que tropas russas estão implantadas ao longo da principal estrada que conduz aos bairros controlados pelos rebeldes. As entregas de ajuda humanitária são parte de um acordo entre os EUA e a Rússia que impôs um cessar-fogo, que começou na segunda-feira. Fonte: Associated Press.