24°
Máx
17°
Min

May defende unidade do Reino Unido e promete um país "forte e positivo"

União foi uma palavra-chave do primeiro discurso de Theresa May como nova primeira-ministra do Reino Unido. Diante de um país dividido pelo plebiscito que decidiu pela saída do país da União Europeia, a premiê frisou o compromisso com a união das quatro nações que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda do Norte. May reconheceu o momento especial vivido pelo país após o plebiscito e defendeu que o país tenha um papel "forte e positivo" no mundo.

Logo após ser confirmada como nova primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May fez o primeiro discurso em frente à residência oficial e gabinete, o número 10 da Downing Street. A segunda premiê da história britânica lembrou que o Partido Conservador é oficialmente o "Partido Conservador e Unionista". "Eu acredito na União, não apenas nas nações do Reino Unido, mas também de todos os cidadãos", disse.

Em meio ao crescimento dos movimentos independentistas na Escócia, May reafirmou seu compromisso em manter a unidade das quatro nações que formam o Reino Unido. Para a premiê, a união de Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda do Norte é "preciosa" e precisa ser preservada.

Sobre o Brexit, May reconheceu que o país vive um momento especial com reais desafios, mas que seu governo vai encará-los. A nova primeira-ministra defendeu que o Reino Unido deve ter na política externa um papel "forte e positivo" diante do mundo.

Para o eleitorado, Theresa May disse que não priorizará os ricos nem os privilegiados e prometeu governar para os trabalhadores e fazer de tudo para ajudar na vida das pessoas. Há expectativa de que os primeiros nomes do ministério poderão ser anunciados ainda nesta noite.