24°
Máx
17°
Min

Mídia israelense diz que polícia indiciará esposa de Netanyahu; premiê nega

(Foto: Michele Limina/ World Economic Forum) - Mídia israelense diz que polícia indiciará esposa de Netanyahu; premiê nega
(Foto: Michele Limina/ World Economic Forum)

A mídia israelense informou neste domingo que uma investigação policial recomendou o indiciamento da esposa do primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, por uso indevido de dinheiro público e gasto doméstico inflacionado.

A rede de TV Canal 2, e outros veículos, reportaram que a polícia acredita ter evidências suficientes para levar Sara Netanyahu a julgamento. Segundo a reportagem, ela teria usado recursos do Estado para cuidar do pai, que já morreu, e superfaturado o custo de refeições.

Em comunicado, a polícia anunciou o fim da investigação, mas deu poucos detalhes. Um porta-voz da polícia não aceitou comentar o tema.

Em um post na sua página na rede social Facebook, o primeiro-ministro negou as acusações. "No comunicado da polícia, não houve recomendação para levar a senhora Netanyahu a julgamento. Ao contrário do que dizem as reportagens, ela não cometeu nenhum crime."

Os Netanyahu há muito tempo enfrentam escrutínio sobre seus gastos. Sara Netanyahu, em particular, tem sido acusada de usar fundos do governo para sustentar seus gostos caros e de suposto comportamento abusivo em relação à equipe.

Em fevereiro, um ex-funcionário ganhou um processo judicial contra ela, alegando ter sido submetido a linguagem abusiva e insultos. Fonte: Associated Press.