28°
Máx
17°
Min

Ministro da Indústria renuncia na Espanha por vínculos com paraísos fiscais

O ministro interino da Indústria da Espanha, José Manuel Soria, pediu demissão nesta sexta-feira, anunciou o governista Partido Popular. Soria deixou o posto após ser vinculado a empresas em paraísos fiscais, no âmbito do caso conhecido como "Panama Papers".

Soria deixa o posto dias após o nome dele ser vinculado a empresas estabelecidas em países que são paraísos fiscais no caso. Ele também se afastou de seu cargo de deputado e da presidência do Partido Popular das Canárias, sua região, explicou o partido em sua conta no Twitter.

Era previsto que Soria comparecesse ao Congresso na próxima segunda-feira. O próprio ministro alegava que nunca foi dono nem teve participação em empresa offshore e que seu nome nunca apareceu em documentos como diretor de uma companhia desse tipo.

O jornal espanhol El Confidencial publicou nesta semana que o nome de Soria e de outro homem aparecia como um dos diretores de uma companhia chamada U.K. Lines, em um dos vazamentos de documentos do escritório de advocacia panamenho Mossack Fonseca. Soria, que já foi ministro de Energia e de Turismo, disse na segunda-feira que nunca teve participação nem ocupou qualquer posição na companhia. Afirmou apenas que uma companhia britânica com esse nome fornecia serviços para o negócio familiar de transporte de cargas que ele costumava gerenciar.

Posteriormente, aparentes contradições das explicações e reportagens apontaram que ele teria uma companhia offshore em Jersey, o que aumentou a pressão dos partidos oposicionistas para que a autoridade deixasse o posto. Fonte: Dow Jones Newswires.