24°
Máx
17°
Min

'Ministro da propaganda' do Estado Islâmico é morto em ataque aéreo na Síria

A coalizão liderada pelos Estados Unidos para combater o Estado Islâmico matou um homem que o Pentágono descreveu como o ministro da informação do grupo extremista, e que os jihadistas dizem ser um de seus fundadores.

O secretário de imprensa do Pentágono, Peter Cook, disse em um comunicado emitido, nesta sexta-feira, que um ataque aéreo conduzido perto de uma posição do Estado Islâmico na Síria matou Wa'il Adil Hasan Salman al-Fayad, que operava como ministro da informação e membro do seu Conselho Shura.

Cook disse que al-Fayad supervisionou a filmagem de vídeos de propaganda do Estado Islâmico exibindo torturas e execuções, e era um sócio próximo de Abu Mohammed al Adnanim o ex-porta-voz do grupo jihadista e organizador de conspirações externas, que foi morto em 30 de agosto, em outro ataque conduzido pela coalizão dos EUA.

"A remoção de líderes seniores do Estado Islâmico degrada sua habilidade de ganhar território e de planejar, financiar, e atacar diretamente dentro e fora da região", disse Cook. Fonte: Dow Jones Newswires.