22°
Máx
16°
Min

Ministro saudita diz que tropas sírias violaram cessar-fogo

O ministro das Relações Exteriores saudita, Adel al-Jubeir, disse que as tropas sírias estão violando o cessar-fogo intermediado pela Rússia e pelos Estados Unidos. Al-Jubeir falou com jornalistas na capital saudita Riade neste domingo, durante uma coletiva de imprensa que contou com a participação de um visitante, o ministro das Relações Exteriores dinamarquês.

Ele reiterou a posição da Arábia Saudita de que o presidente sírio, Bashar Assad, não tem espaço no futuro da Síria e deve deixar o poder, seja pacificamente seja por vias militares.

Anteriormente, um alto funcionário da oposição síria culpou o governo e seus aliados por violações do cessar-fogo que mataram mais de duas dúzias de pessoas, avisando que será difícil retomar as negociações de paz no mês que vem.

Raid Hijab, que lidera um comitê de negociações que abriga membros da oposição e facções rebeldes, disse em um comunicado dirigido ao chefe da ONU, Ban Ki-Moon, neste domingo, que forças russas, iranianas e governamentais não interromperam as hostilidades desde que o cessar-fogo passou a vigorar, na sexta-feira.

Hijab disse que houve 24 casos de bombardeio e cinco de ataques no solo. Ele disse que aviões de guerra russos realizaram 26 ataques aéreos apenas no domingo, mirando rebeldes que estão respeitando a trégua.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que o cessar-fogo com o objetivo de reduzir o violência na vizinha Síria está sendo apenas parcialmente implementado.

Erdogan disse ter esperança de que "hoje ou amanhã esse cessar-fogo seja garantido e que a calma prevaleça na Síria".