22°
Máx
14°
Min

Moradores de Charlotte pedem renúncia de prefeita após policial matar negro

Moradores de Charlotte, no Estado da Carolina do Norte, pediram a renúncia da prefeita e de outros dirigentes, afirmando que eles fracassaram em forçar uma mudança nas instituições da cidade, que vive uma semana de protestos desde a morte de um homem negro por um policial.

Em uma reunião realizada ontem na prefeitura, dezenas de residentes compartilharam suas opiniões sobre a morte de Kevin Lamont Scott, no último dia 20. Muitos pediram a renúncia a prefeita Jennifer Roberts e do delegado de polícia Kerr Putney, além de outros membros do conselho local.

"Os ânimos continuarão exaltados até as pessoas receberem justiça", afirmou o reverendo Milton Williams, o último orador em mais de três horas de falas. "Nossa cidade está em tumulto, e vocês não enfrentaram isso."

Muitos dos presentes carregavam placas para expressar sua ira. Um deles pedia a revogação de uma lei que impede a divulgação das imagens feitas pela polícia sem uma ordem judicial. Nos EUA, as autoridades são obrigadas a carregar uma câmera em abordagens a civis.

A família de Scott e grupos de ativistas denunciaram que a delegacia local divulgou apenas cerca de três minutos de filmagens de duas câmeras, e pediram que as autoridades divulguem toda a gravação, assim como o áudio.

"Nós temos nenhuma razão para acreditar em vocês, e vocês nos dão ainda menos motivos", afirmou Khasha Harris, uma das presentes.

Um dos membros do conselho, afirmou que o órgão deveria escutar as reclamações e enfrentar as questões colocadas.

"Essa inquietação está sendo cozinhadas por décadas", afirmou outro membro. "Na semana passada, ela ferveu e agora está ficando ainda mais quente".Fonte: Associated Press.