27°
Máx
13°
Min

Nacionalistas ucranianos atacam escritórios de bancos russos em Kiev

Manifestantes nacionalistas ucranianos atacaram, neste sábado, dois escritórios de bancos russos na capital da Ucrânia, Kiev. Os bancos Alfa e Sberbank foram alvo de pedradas e tiveram móveis e equipamentos danificados. Os manifestantes também danificaram os escritórios da holding do homem mais rico da Ucrânia, Rinat Akhmetov. A polícia não interveio.

Além disso, dezenas de milhares de pessoas na capital ucraniana fizeram várias menções ao "Day of the Heavenly Hundred", em referência aos que morreram durante protestos em Kiev, há exatos dois anos. As manifestações, à época, culminaram na queda do então presidente do país, Viktor Yanukovych. Mais de 50 pessoas morreram na ocasião.

Após a destituição de Yanukovich, a Rússia anexou a Península da Crimeia e os separatistas ucranianos das regiões de Donetsk e Lugansk iniciaram protestos que conduziram à guerra que já matou mais de 9 mil pessoas.

Um cessar-fogo foi anunciado há um ano, mas os relatos de violações são frequentes. A Rússia culpa as autoridades de Kiev por manter as tensões altas ao não avançar com medidas que aumentem a autonomia das regiões orientais e permitir eleições locais. Mas os nacionalistas veementemente rejeitam quaisquer concessões para o leste e estão irritados com o fracasso das autoridades em combater a corrupção endêmica da Ucrânia. Fonte: Dow Jones Newswires