26°
Máx
19°
Min

Níger: Ataque do Boko Haram mata pelo menos 32 soldados, diz governo

Centenas de extremistas do Boko Haram atacaram um posto militar no Níger, perto da fronteira do país com a Nigéria, matando pelo menos 32 soldados, disse o ministério de defesa do Níger, em comunicado divulgado neste sábado. O ataque ocorrido em Bosso na sexta-feira matou 30 soldados do Níger e dois soldados da Nigéria, conforme a nota. O ministério informou ainda que pelo menos outros 67 soldados ficaram feridos.

"Eles queimaram casas, saquearam redes e lojas de alimentos e queimaram o posto militar antes de fugir com armas e munição", disse Adam Boukarna, deputado da região. Moradores deixaram Bosso durante os ataques e se dirigiram para Toumour, que fica cerca de 30

km a oeste, segundo ele.

As Forças Armadas do Níger lançaram um contra-ataque neste sábado usando forças aéreas e terrestres, expulsando os militantes de Bosso e infligindo baixas, informou o ministério, sem dar mais detalhes.

O Boko Haram reivindicou a responsabilidade pelo ataque, dizendo que 35 soldados foram mortos, de acordo com o Grupo de Inteligência SITE, que monitora postagens jihadistas online. Os militantes islâmicos com base na Nigéria prometeram apoio ao Estado Islâmico no ano passado. O Níger contribui para uma força multinacional criada para lutar contra o Boko Haram na região.

Dezenas de pessoas se reuniram neste sábado na capital do Níger, Niamey, para protestar contra a insegurança causada pelo grupo militante que lançou vários ataques no país nas últimas semanas. Fonte: Associated Press.