22°
Máx
16°
Min

'Nós não vamos abandonar nosso país', diz Ergogan após tentativa de golpe

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, diz que seu secretário-geral foi sequestrado por golpistas e que não há informações sobre o chefe da equipe militar.

O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, afirmou em uma entrevista à NTV, que ordenou a "aniquilação" de aviões militares utilizados por golpistas e que essas aeronaves foram retiradas de uma base aérea em Eskisehir, ao leste de Ancara.

De acordo com transcrições das palavras de Erdogan fornecidas pelo seu próprio gabinete, o presidente disse que desembarcou em Istambul, vindo de um resort em Marmaris, que também foi bombardeado depois de sua partida.

"Aqueles que dirigem por aí com tanques terão de voltar para onde vieram... O mais importante agora é que milhões de cidadãos turcos estão nas ruas às 4h30", disse Erdogan. Os golpistas "são uma minoria dentro do exército".

Ainda de acordo com Erdogan, "a Turquia tem um governo democraticamente eleito e um presidente". "Nos estamos no poder e vamos continuar exercendo nossos poderes até o fim. Não vamos abandonar nosso país para esses invasores. Isso vai acabar bem". Fonte: Associated Press.