22°
Máx
17°
Min

Número de pedidos de asilo na Alemanha desacelera, mas ainda se mantém alto

O fluxo de refugiados que pedem asilo assim que chegam a Alemanha desacelerou nos últimos meses, mas ainda continua alto, de acordo com dados divulgado pelo governo esta sexta-feira.

Cerca de 220 mil pessoas pediram asilo nos primeiros seis meses de 2016, uma forte queda ante os quase 500 mil pedidos feitos nos últimos três meses de 2015.

"Embora a crise de imigração ainda não tenha sido resolvida, a Europa e a Alemanha têm feito um bom progresso sobre a questão", afirmou o ministro do Interior, Thomas de Maizière.

A trajetória mensal também denota uma queda das chegadas. Cerca de 90 mil pedidos de asilo foram registrados em janeiro, ante pouco mais de 16 mil em junho, de acordo com o ministro.

A desaceleração é importante para a chanceler Angela Merkel, que tem sido pressionada no país em função da chegada de 1,1 milhão de refugiados apenas no ano passado.

Inicialmente, Merkel adotou uma política amigável à imigração, mas seu governo reverteu gradualmente as medidas em meio ao receio de que a Alemanha não conseguisse acomodar um número tão grande de refugiados.

A desaceleração do número de pedidos de asilo também reflete o acordo feito entre a União Europeia e a Turquia, que passou a impedir imigrantes de cruzar seu país para chegar ao continente europeu. O fechamento das fronteiras em países dos Bálcãs também ajudou, de acordo com Maizière. Fonte: Dow Jones Newswires.