24°
Máx
17°
Min

Obama chega à China e sela adesão ao acordo sobre alterações climáticas

(Foto: Yenny Muñoa / CubaMINREX) - Obama sela adesão ao acordo sobre alterações climáticas na China
(Foto: Yenny Muñoa / CubaMINREX)

O presidente Barack Obama disse neste sábado que a cooperação "é a única e melhor chance que temos" para salvar o planeta, durante reunião com o presidente da China, Xi Jinping, que selou a adesão formal das duas nações ao acordo sobre alterações climáticas fechado em Paris no ano passado.

Em uma cerimônia paralela ao encontro do G-20, Obama e Xi, que representam os dois maiores emissores de carbono do mundo, entregaram documentos ao Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon. Os papéis certificam que os EUA e a China tomaram as medidas necessárias para aderir ao acordo de Paris, que estabeleceu metas específicas para cada nação com o objetivo de cortar as emissões de carbono.

"Isso não é uma luta que qualquer país, não importa quão poderoso ele seja, pode tomar sozinho", disse Obama sobre o pacto. "Um dia, este momento poderá ser visto como aquele em que finalmente decidimos salvar o nosso planeta".

Xi, falando através de um tradutor, disse que espera que o anúncio possa estimular outros países a tomar medidas. "Nossa resposta à mudança climática será decisiva para o futuro do nosso povo e o bem-estar da humanidade", disse o presidente chinês.

O anúncio significa que o acordo poderá entrar em vigor até o final deste ano, com um cronograma mais rápido do que o previsto. A cerimônia ocorreu pouco depois de Obama chegou à cidade de Hangzhou para a reunião anual do grupo das 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia. Fonte: Associated Press