26°
Máx
19°
Min

Obama e premiê do Canadá anunciam planos para reforçar laços bilaterais

(Foto: Premier Ministre du Canada) - Obama e premiê do Canadá anunciam planos para reforçar laços bilaterais
(Foto: Premier Ministre du Canada)

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, anunciaram planos nesta quinta-feira para otimizar o comércio ao longo da fronteira e também lançar um novo esforço para o combate às mudanças climáticas.

Os dois líderes falaram em uma entrevista coletiva na Casa Branca, após Trudeau chegar para uma visita de Estado. A dupla mostrou um tom otimista, retratando a relação bilateral como no início de uma fase mais promissora, após a eleição de Trudeau.

"Diante do nosso trabalho juntos hoje eu posso dizer, e acredito que o primeiro-ministro concordaria, que, quando se trata dos desafios cruciais que enfrentamos, nossas duas nações estão mais alinhadas do que nunca", disse Obama. O presidente acrescentou que havia concordado em retirar certas restrições alfandegárias para facilitar as viagens entre os dois países.

Trudeau, que entra na arena política global no momento em que Obama está em seu último ano de mandato, disse que buscou uma série de conselhos do presidente, no momento em que eles trabalham em uma série de questões políticas. "O tópico de nossas discussões neta manhã foi o que está em jogo: mudança climática, segurança no mundo, nosso compromisso em relação às populações mais vulneráveis", afirmou ele.

No início da visita, os dois governos anunciaram um novo acordo de cooperação contra as mudanças climáticas. A Casa Branca disse que isso levaria aos primeiros passos para a regulação das emissões de metano dos dutos de petróleo e gás natural pelos EUA. O anúncio, como outras ações de Obama nessa área, deve enfrentar resistência da oposição republicana.

Obama não tinha uma relação especialmente próxima com o antecessor de Trudeau, o ex-premiê conservador Stephen Harper. A dupla discordava sobre o projeto para o gasoduto Keystone XL. Agora, Obama e o novo premiê buscam dar um novo impulso à relação, com o presidente tomando o papel de mentor para um líder que tem semelhanças políticas, a juventude e expectativas similares às do líder norte-americano quando este foi eleito, em 2008.

"Nós temos uma perspectiva comum sobre o mundo e eu diria que nunca vi tantos americanos tão animados com a visita de um primeiro-ministro canadense", acrescentou Obama. "Portanto, com esta visita eu acredito que os Estados Unidos e o Canadá podem fazer juntos mais do que nunca foi feito." Fonte: Dow Jones Newswires.