22°
Máx
14°
Min

Obama e presidente filipino se encontram após Duterte xingar líder dos EUA

(Foto: Sgt. Jason W. Fudge/ U.S. Marine Corps Forces Pacific) - Obama e presidente filipino se encontram
(Foto: Sgt. Jason W. Fudge/ U.S. Marine Corps Forces Pacific)

O presidente Barack Obama e o presidente das Filipinas Rodrigo Duterte se encontraram informalmente nesta quarta-feira antes de participarem de um jantar de gala em uma cúpula regional, disseram autoridades filipinas. O breve encontro aliviou um pouco da tensão na relação entre os dois líderes, que ficou estremecida depois que Duterte usou linguagem inapropriada para se referir a Obama, no início da semana. O episódio levou o presidente norte-americano a cancelar um encontro formal que estava marcado para terça-feira. Não houve confirmação imediata da Casa Branca sobre o encontro.

O secretário de Relações Exteriores das Filipinas, Pefect Yasay, disse que os líderes se encontraram na sala de espera do local onde se realizou o jantar e foram as últimas pessoas a deixar o local, mas não informou por quanto tempo estiveram juntos. "Isso salienta o fato de que a relação entre as Filipinas e os Estados Unidos é firme, muito forte. A base para este relacionamento é histórica e ambos os líderes percebem isso. E estou muito feliz que isso aconteceu", disse. Obama e Duterte estão na capital do Laos, juntamente com outros líderes regionais para a cúpula. Todos passaram pela sala de espera antes de ir para o salão do jantar.

Na última segunda-feira, horas antes de chegar em Laos, Duterte disse a jornalistas filipinos que não aceitaria perguntas de Obama a respeito de execuções extrajudiciais que ocorreram durante sua repressão a suspeitos de tráfico de drogas e usuários de entorpecentes. Mais de 2 mil pessoas morreram durante a repressão desde que Duterte assumiu o cargo, em junho.

"Eu não tenho qualquer mestre, exceto o povo filipino, ninguém, mas ninguém. Você deve ser respeitoso. Não basta jogar perguntas. Putang ina, vou xingar você", disse o presidente filipino, usando um palavrão em tagalo. Na terça-feira, Duterte lamentou as declarações, mas o dano foi feito.

O porta-voz do Departamento de Relações Exteriores das Filipinas, Charles Joe, também disse que Obama e Duterte se reuniram na sala de espera. Ele afirmou que foi um encontro mutuamente acertado, mas não deu detalhes sobre o que foi discutido.

Obama e Duterte entraram no local do jantar separadamente, foram acomodados distantes um do outro e não interagiram durante o jantar que durou uma hora e 20 minutos.

Fonte: Associated Press