28°
Máx
17°
Min

Onda de ataques em áreas xiitas de Bagdá mata pelo menos 69 no Iraque

Uma onda de ataques atingiu mercados ao ar livre e um restaurante em bairros de maioria xiita de Bagdá, nesta terça-feira, e matou pelo menos 69 pessoas, segundo autoridades. O episódio é o mais recente de uma série de ataques de militantes longe das linhas de combate no norte e oeste do país, onde as forças do Iraque enfrentam o Estado Islâmico.

Em comunicado na internet, o Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pela ação mais mortífera do dia, que ocorreu no bairro de Shaab, no nordeste de Bagdá, e onde pelo menos 34 pessoas morreram e 75 ficaram feridas. Nesse ataque, uma bomba explodiu perto de um mercado ao ar livre e posteriormente um suicida detonou seus explosivos em meio às pessoas que ajudavam as vítimas da primeira explosão, afirmou uma autoridade policial.

O comunicado do Estado Islâmico disse que o ataque foi realizado por um iraquiano que tinha como alvo membros de milícias xiitas. A autenticidade do texto não podia ser confirmada, mas ele foi divulgado em um site geralmente usado por extremistas.

Ao longo da última semana, uma série de ataques em Bagdá e em áreas próximas deixou mais de 200 mortos. Os ataques, muitos deles reivindicados pelo Estado Islâmico, ocorrem no momento em que o grupo perde território no Iraque. Conforme os militantes perdem área, têm se voltado mais para ataques como os de hoje.

Pouco após o ataque em Shaab, um carro-bomba estacionado foi detonado no bairro de Dora, de maioria xiita, em um mercado de frutas e vegetais, no sul de Bagdá. O ataque matou oito pessoas e feriu 22, de acordo com a polícia. No bairro de Cidade Sadr, também de maioria xiita, um ataque suicida matou 18 pessoas e feriu 35. No nordeste de Bagdá, um suicida atacou em um restaurante no bairro de Habibiya, matando nove e ferindo 18. Fonte: Associated Press.