26°
Máx
19°
Min

ONU dá passo histórico para abrir a seleção do novo secretário-geral

(Foto: UN Photo / Jean-Marc Ferré) - ONU dá passo histórico para abrir a seleção do novo secretário-geral
(Foto: UN Photo / Jean-Marc Ferré)

A Organização das Nações Unidas (ONU) deu um passo histórico, nesta terça-feira, para abrir o processo de seleção do próximo secretário-geral, oferecendo a todos os países a chance de questionar os candidatos sobre questões como a forma com que eles vão resistir a pressão de nações poderosas, enfrentar os escândalos de abuso sexual por soldados da ONU e aumentar os esforços para se alcançar a paz.

O ministro das Relações Exteriores de Montenegro, Igor Luksic, foi o primeiro de oito candidatos a enfrentar os membros da Assembleia Geral, citando sua experiência como ex-primeiro ministro e ministro da Defesa, na tentativa de conquistar o mais alto cargo da ONU. A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, e o ex-chefe da agência para refugiados, António Guterres, se apresentaram na sequência.

O presidente da Assembleia Geral, Mogens Lykketoft, disse que esse era um "momento histórico e sem precedentes na história da ONU". "Como estamos enfrentando múltiplas crises e a organização lida com algumas questões fundamentais sobre seu próprio papel e desempenho, encontrar o melhor candidato para suceder Ban Ki-moon é crucial", afirmou.

Sob os termos do acordo da ONU, o secretário-geral é escolhido pelos 193 membros da Assembleia Geral na recomendação dos 15 membros do Conselho de Segurança.

No momento, há quatro mulheres e quatro homens na disputa pelo posto: seis do leste europeu, um da Europa Ocidental e um da região da Ásia e do Pacífico. O mandato do atual líder, Ban Ki-moon, acaba em 31 de dezembro. Fonte: Associated Press.