22°
Máx
16°
Min

Papa Francisco pede que líderes católicos não permitam a pena de morte

(Foto: Divulgação) - Papa Francisco pede que líderes católicos não permitam a pena de morte
(Foto: Divulgação)

O Papa Francisco fez um apelo neste domingo para que líderes católicos não permitam a execução de penas de morte neste ano. Durante seu discurso, na praça São Pedro, o pontífice disse esperar que este tipo de punição seja abolida em todo o mundo.

Francisco disse ainda que o mandamento 'não matarás' é válido tanto para inocentes como culpados. "Faço um apelo à consciência dos governantes, de modo que se possa alcançar um consenso internacional para a abolição da pena de morte. E proponho àqueles que sejam católicos a cumprirem um gesto corajoso e exemplar: que nenhuma sentença seja executada neste Ano Santo da Misericórdia", disse. O papa se referiu ao ano temático da igreja católica que teve início em dezembro de 2015 e será encerrado no dia 20 de novembro. O tema desta temporada incentiva medidas em busca de reconciliações e misericórdia mundial.

"As sociedades modernas têm a possibilidade de reprimir com eficiência o crime, sem tirar definitivamente a possibilidade de redenção daqueles que o cometeram", afirmou Francisco. O papa disse que "até mesmo criminosos mantêm a inviolabilidade do direito à vida dado por Deus". Francisco apelou a todos os cristãos e todas as pessoas de boa vontade para trabalhar não só para abolir a pena capital, mas também para melhorar as condições das prisões.

Desde o início do seu pontificado, ele manifestou preocupação de que presos e prisões devem ser tratados com dignidade. Fonte: Associated Press.