22°
Máx
17°
Min

Parlamento da Alemanha aprova moção e classifica massacre armênio de "genocídio"

(Foto: Christlich Demokratische Union Deutschlands) - Parlamento da Alemanha aprova moção e classifica massacre armênio de "genocídio"
(Foto: Christlich Demokratische Union Deutschlands)

O Parlamento da Alemanha aprovou nesta quinta-feira, por ampla margem, uma moção em que classifica a matança de armênios pelo império Otomano, no início do século XX, como genocídio. O voto deve adicionar tensão à relação entre os dois países.

Esta semana, o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, havia afirmado que a votação não colocava em perigo o pacto para reduzir a entrada de imigrantes na Europa, mas que era um "verdadeiro teste de amizade" para a relação entre as duas nações.

A resolução, criada pela coalizão de partidos que apoia o governo da chanceler Angela Merkel, foi aprovada por todas as legendas do parlamento. Merkel não esteve presente durante a votação, mas sua porta-voz, Christiane Wirtz, deixou claro que a chanceler apoiava a moção.

Em resposta, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que vai chamar de volta o embaixador turco na Alemanha para consulta em um primeiro momento, e que o seu governo vai trabalhar em novas medidas em resposta ao voto.

Já Yildirim afirmou que a decisão alemã era um "erro histórico". O primeiro-ministro disse que o povo turco tem orgulho de seu passado e que "não há evento em nosso passado que possa nos fazer baixar a cabeça em constrangimento".

Historiadores estimam que mais de 1,5 milhões de armênios foram mortos pelos turcos otomanos no período da Primeira Guerra Mundial, um evento visto por muitos pesquisadores como o primeiro genocídio do século XX.

A Turquia nega que essas as mortes caracterizem um genocídio, afirmando que essas pessoas foram vítimas da guerra civil. Ancara também insiste que os números estão inflados. Fonte: Associated Press.