24°
Máx
17°
Min

Partido governista perde disputa eleitoral em cidade importante da África do Sul

Em um grande mas esperado revés para o Congresso Nacional Africano, o partido governista da África do Sul, a Aliança Democrática, com uma plataforma favorável aos negócios, tomou o controle político da cidade de Port Elizabeth, retirando do poder o Congresso Nacional Africano pela primeira vez desde o fim do apartheid.

Com quase 100% dos votos apurados na cidade, também conhecida como Nelson Mandela Bay, a Aliança Democrática tinha 46,6% dos votos, contra 41% do partido governista. Pesquisas realizadas antes das eleições locais de quarta-feira já previam que a maior sigla da oposição tomaria o controle da cidade.

Também como previsto, a Aliança Democrática e o Congresso Nacional Africano permaneceram lado a lado em outras duas importantes áreas metropolitanas. Com 72% dos votos apurados em Johannesburgo, a Aliança Democrática liderava com 41,8%, enquanto o Congresso Nacional Africano tinha 41,5%. Com 70% dos votos contados na capital, Pretória, a Aliança Democrática também tinha uma pequena vantagem, com 43,9% a 41,5%.

O crescimento fraco e uma série de casos de corrupção contra o presidente Jacob Zuma levaram o partido de Mandela a enfrentar um desafio sem precedentes, no momento em que eleitores ponderam, de um lado, o legado do partido que lutou contra o domínio da minoria branca, e, do outro, o desempenho desapontador de suas administrações.

No nível nacional, o Congresso Nacional Africano liderava, com 56% dos votos, ante 24% da Aliança Democrática, com mais de 90% dos votos apurados. Fonte: Dow Jones Newswires.