22°
Máx
14°
Min

Partidos realizam primárias em Nova York, com Hillary e Trump como favoritos

Os eleitores de Nova York participam de primárias nesta terça-feira, nas primeiras disputas importantes no Estado desde o fim dos anos 1980. A democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump são os pré-candidatos favoritos na disputa, segundo as pesquisas. As margens obtidas por eles, porém, podem ser importantes, no momento em que as primárias se encaminham para seus meses finais.

Trump deseja vencer com uma grande vantagem no Estado que concede 95 delegados do Partido Republicano, para garantir a vitória antes da convenção republicana. Uma vitória decisiva de Hillary, por sua vez, pode conter o impulso recente do rival, o senador Bernie Sanders, que venceu sete dos últimos oito Estados e atraiu multidões em Nova York. O Estado concede 291 delegados na disputa democrata.

Os rivais republicanos de Trump são o senador Ted Cruz e o governador de Ohio, John Kasich, que têm poucas perspectivas na disputa em Nova York, já que as pesquisas mostram Trump com vantagem de mais de 20 pontos. O empresário tem exaltado sua própria trajetória no mundo dos negócios, o que garante a ele o apoio de parcelas da população local, enquanto Cruz chegou a atacar o rival por seus "valores de Nova York".

Em geral, as primárias em Nova York não têm muita importância na disputa pela indicação à corrida presidencial nos EUA, já que as disputas chegam praticamente decididas no Estado. Dessa vez, porém, há maior dificuldade para os pré-candidatos, principalmente no lado republicano. Ainda que Trump tenha vantagem, ele pode não conseguir delegados suficientes para entrar como vencedor na convenção nacional do partido, o que abriria espaço para a eventual escolha de um de seus rivais, porque o empresário é rechaçado por parte considerável do establishment partidário. Hillary enfrenta uma disputa dura com Sanders, porém possui vantagem mais folgada e um apoio maior dentro da própria sigla. Fonte: Dow Jones Newswires.