22°
Máx
14°
Min

PDVSA dá prazo para Paraguai pagar dívida de petróleo

(Foto: Divulgação) - PDVSA dá prazo para Paraguai pagar dívida de petróleo
(Foto: Divulgação)

A empresa Petróleos de Venezuela (PDVSA) deu 10 dias ao Paraguai para o pagamento de cerca de US$ 287 milhões em dívidas de fornecimento de petróleo acumulados desde 2009, mas o governo do presidente do Paraguai, Horacio Cartes, indicou que propôs pagar a dívida com um desconto de 50%.

"O Paraguai sempre pagou pela provisão (de petróleo), mas o montante citado pela Venezuela difere do valor que a empresa Petróleos Paraguayos (Petropar) considera verdadeira: US$ 273 milhões", disse Felipe Oddone, porta-voz do governo, em entrevista à Associated Press neste sábado. Ele acrescentou que o atual presidente da Petropar, Eddie Jara, recebeu na sexta-feira "uma nota da PDVSA concedendo o prazo de 10 dias para pagamento, caso contrário ela iniciará uma demanda internacional".

Oddone disse que a dívida foi gerada em 2009, "quando o então governo (Fernando Lugo, de 2008 a 2012) por razões desconhecidas comprou petróleo venezuelano por US$ 1.100 por metro cúbico, quando o preço de mercado naquele momento era de US$ 400 por metro cúbico". Segundo ele, a dívida chegou a US$ 1,8 bilhão, mas, com pagamentos sucessivos, foi diminuindo. "No início de 2016, o governo do Paraguai propôs à Venezuela o pagamento da dívida, mas com um desconto de 50% e o restante pago em duas formas: uma parte à vista e o restante a ser honrado em parcelas este ano, mas não recebeu resposta", disse Oddone. Cartes, que voltou no sábado da França, pretende analisar a situação na segunda-feira.

A reivindicação da Venezuela veio apenas uma semana depois de o chanceler do Paraguai, Eladio Loizaga, pedir ao Mercosul uma reunião urgente para discutir a crise no país sul-americano. Fonte: Associated Press.