27°
Máx
13°
Min

Pesquisa mostra que rejeição a Trump é alta entre eleitores dos EUA

(Foto: Michael Vadon/ Wikimédia Communs) - Pesquisa mostra que rejeição a Trump é alta entre eleitores dos EUA
(Foto: Michael Vadon/ Wikimédia Communs)

Para os norte-americanos de diferentes etnias, gêneros, opiniões políticas e localidades, a resistência ao nome de Donald Trump é forte, segundo uma pesquisa da Associated Press e da GfK. A rejeição pode ser um obstáculo importante nos planos do pré-candidato do Partido Republicano, no momento em que ele busca superar revezes recentes na campanha. Na pesquisa, mais de 60% dos eleitores totais e 31% dos republicanos disseram que de nenhuma maneira votariam em Trump na eleição geral. A margem de erro é de 3,3 pontos porcentuais.

Na sondagem, 69% dos eleitores ouvidos, incluindo quase a metade dos eleitores republicanos, têm uma visão desfavorável de Trump. A opinião é compartilhada pela maioria entre homens e mulheres, jovens e idosos, conservadores, moderados e liberais, brancos, hispânicos e negros.

Mesmo no sul dos EUA, a região onde Trump conseguiu vitórias cruciais na disputa republicana, perto de 70% dos eleitores têm visão desfavorável do empresário. Entre os brancos sem universidade, uma das bases que mais apoiam Trump, 55% têm uma opinião negativa sobre o pré-candidato.

Trump mantém a liderança na disputa pelos delegados que indicarão o candidato republicano à Casa Branca. A impopularidade dele, porém, gera dúvidas sobre se ele conseguiria apoio suficiente para vencer o nome do Partido Democrata.

Isso também é uma mostra dos problemas que Trump ainda pode ter na corrida republicana. Na opinião de Ari Fleischer, ex-assessor do presidente George W. Bush, Trump corre o risco de até mesmo ter a indicação negada, diante da rejeição de parte dos republicanos ao nome dele.

Além da percepção negativa sobre o empresário, a maioria dos eleitores não descreveria Trump como cortês, compassivo ou digno de estima. Em quase todos esses quesitos ele fica bem atrás dos rivais dos dois partidos.

Os eleitores também não mostram muita afeição pelos demais nomes, porém a percepção negativa de Trump é bem mais acentuada. O senador Ted Cruz, que disputa a indicação republicana com Trump, é visto desfavoravelmente por 59% dos eleitores, enquanto 55% têm visões negativas da líder entre os democratas, Hillary Clinton.

Outro problema para Trump é que a visão negativa sobre ele piora. O número dos norte-americanos que o veem de forma desfavorável aumentou mais de 10 pontos porcentuais desde meados de fevereiro.

Em janeiro, o Gallup realizou uma pesquisa que mostrou que 60% dos eleitores consultados tinham visão desfavorável sobre Trump. O patamar já era considerado recorde para qualquer pré-candidato democrata ou republicano desde os anos 1990. Fonte: Associated Press.