26°
Máx
19°
Min

Pesquisas preveem grandes ganhos de Trump e Hillary nas primárias da Super Terça

O pré-candidato republicano Donald Trump e a pré-candidata democrata Hillary Clinton aparecem à frente em importantes Estados que terão primárias na chamada Super Terça, quando ocorrem várias votações simultâneas na corrida dos dois partidos pela indicação dos nomes que disputarão a presidência dos Estados Unidos em novembro. As pesquisas sugerem que Trump e Hillary podem conseguir uma boa vantagem ante seus rivais.

O empresário, do Partido Republicano, aparece 18 pontos à frente de seu rival mais próximo no Tennessee e 7 pontos à frente na Geórgia, segundo pesquisa do Wall Street Journal, da NBC e do instituto Marist, realizada entre os dias 18 e 25. Hillary tem boa vantagem no Tennessee e na Geórgia, bem como no Texas, onde aparece com 59% das intenções dos eleitores registrados do Partido Democrata, ante 38% do rival Bernie Sanders.

O republicano Ted Cruz surge como o rival mais forte de Trump para as disputas da terça-feira, ao liderar com 39% das intenções no Texas - o Estado que garante mais delegados nesse dia de primárias -, ante 26% de Trump. Senador pelo Texas, Cruz espera uma vitória decisiva em casa para fortalecer sua posição como o único republicano capaz de derrotar Trump.

As pesquisas de três Estados que terão votações amanhã sugerem que Hillary e Trump tem o potencial de consolidar seus ganhos. No total, 11 Estados realizarão votações para escolher os delegados, que por sua vez apontam nas convenções nacionais quem será o candidato de cada partido.

O senador Marco Rubio, pela Flórida, que recebeu o apoio de boa parte do establishment republicano desde que o ex-governador da Flórida Jeb Bush abandonou a disputa, aparece empatado com Cruz na Geórgia e no Tennessee. Rubio tem o apoio de 23% dos eleitores na Geórgia, o mesmo que Cruz. O senador pela Flórida tem o apoio de 19% dos potenciais eleitores no Tennessee, ante 22% de Cruz.

Mas as sondagens, que têm margem de erro de entre 3,8 e 5 pontos porcentuais, concluíram que Trump venceria os dois facilmente, com o apoio de 30% dos eleitores na Geórgia e de 40% no Tennessee.

No lado democrata, Hillary domina a disputa, em grande medida por causa de sua boa vantagem entre os eleitores afro-americanos. Ela tem 34 pontos porcentuais de vantagem sobre Sanders na Geórgia, onde os eleitores negros são a maioria dos prováveis eleitores democratas no Estado, e de 26 pontos no Tennessee, onde os afro-americanos representam quase um terço do eleitorado democrata.

As pesquisas foram realizadas antes de o ex-governador de Nova Jersey Chris Christie declarar apoio a Trump e antes do debate da quinta-feira do Partido Republicano, quando Rubio e Cruz questionaram a ética, as credenciais conservadoras e as posições políticas de Trump. Fonte: Dow Jones Newswires.