28°
Máx
17°
Min

Polícia acha bilhete suicida após tiros matarem 2 em campus que receberia seleção

(Foto: Divulgação)  - Polícia acha bilhete suicida após tiros matarem 2 em campus que receberia seleção
(Foto: Divulgação)

Duas pessoas morreram baleadas num tiroteio ocorrido na manhã desta quarta-feira na Universidade da Califórnia, em Los Angeles, local onde a seleção brasileira deveria treinar à tarde. O ataque ocorreu por volta das 9h50 (horário local). De acordo com a polícia, os atiradores entraram pelo acesso sul do campus. Estão sendo procuradas duas pessoas suspeitas, um homem e um mulher, ambos de cor branca.

Os dois mortos são do sexo masculino, mas a polícia não sabe detalhes sobre eles - se eram estudantes ou funcionários da universidade, por exemplo. As autoridades policiais, porém, informaram que foi encontrado um bilhete suicida no local.

Inicialmente, se falou que o ataque ocorreu no edifício de Engenharia do campus da universidade. A informação foi corrigida depois. Os tiros foram disparados no lado sul, onde há edifícios de Ciências e Matemática.

O sargento Guilhermo Preciado, da polícia de Los Angeles, disse que ainda não se sabe se o ataque foi feito por alunos, professores ou invasores do campus.

Os estudantes foram comunicados por mensagem de texto para deixarem os prédios. As ruas ao redor foram fechadas e três escolas que ficam próximas à universidade também foram evacuadas. Neste momento, centenas de policiais, agentes da Swat e do FBI e bombeiros de 11 viaturas estão no campus.

A seleção deverá buscar outro local para treinar nesta tarde de quarta-feira, visando a sua estreia na Copa América Centenário, neste sábado, contra o Equador, no estádio Rose Bowl, em Pasadena (Califórnia), às 23 horas (de Brasília), pela primeira rodada do Grupo B da competição.