26°
Máx
19°
Min

Polícia belga prende 12 suspeitos de planejar ataques em Bruxelas

(Foto: Belgian Defence) - Polícia belga prende 12 suspeitos de planejar ataques em Bruxelas
(Foto: Belgian Defence)

A polícia belga prendeu 12 suspeitos de planejar ataques em praças públicas durante a transmissão de uma partida de futebol da seleção da Bélgica pela Eurocopa, disse o porta-voz da Promotoria de Justiça do país, Eric Van der Sypt.

O porta-voz informou que a polícia já trabalhava com a hipótese de ataques durante a partida deste sábado contra a Irlanda, mas não tinha indícios concretos de que os espectadores eram alvos. Diversos bares e restaurantes instalaram televisores para transmitir a competição, enquanto muitas cidades disponibilizaram telões em praças públicas.

As prisões foram feitas entre a noite de sexta-feira e a madrugada deste sábado, numa operação antiterror conduzida em todo o país, afirmou Van der Sypt. No total, 40 suspeitos foram interrogados, dos quais 12 foram presos. "Não foram encontrados explosivos ou armas até o momento."

O representante do Centro de Crises da Bélgica, Benoit Ramacker, afirmou que o risco de ataques a grandes públicos está elevado há algumas semanas e que não se limita ao público do futebol. "Os telões apresentam um risco de ataques, mas não são os únicos", disse. O risco de ataque está em '3', numa escala que vai até '4'.

Nas últimas semanas, oficiais de segurança da Bélgica e dos Estados Unidos têm alertado para a possibilidade de ataques ligados ao torneio continental. O governo norte-americano, inclusive, pediu que seus cidadãos evitem grandes aglomerações em Bruxelas, numa recomendação que se estende aos bares que transmitem as partidas na cidade.

As autoridades intensificaram as buscas nos últimos dias, à procura de explosivos, rifles e outros tipos de armamento que possam ter sido escondidos pela célula terrorista que organizou os ataques em Paris em março deste ano. Os atentados ocorreram durante um amistoso entre as seleções da França e Alemanha.

Promotores públicos parabenizaram as forças policiais pelas prisões, mas se mostraram decepcionados por armas não terem sido encontradas. O porta-voz da promotoria não comentou se a operação foi baseada em uma investigação francesa ou belga. Fonte: Dow Jones Newswires.