23°
Máx
12°
Min

Polícia considera suicídio como causa da morte de executivo grego

Um executivo grego do setor de petróleo, cuja companhia entrou com um pedido de falência no mês passado, suicidou-se em sua casa no subúrbio de Atenas, de acordo com um laudo da perícia médica.

Kyriakos Mamidakis, de 84 anos, era presidente do conselho da Mamidoil-Jetoil, uma companhia que opera nos Bálcãs e gerencia cerca de 600 estações de gás. Embora a polícia ainda esteja investigando a morte, as autoridades afirmam que não foram encontrados sinais de crime.

A Mamidoil-Jetoil entrou com pedido de falência em 9 de junho, declarando uma dívida de 314 milhões de euros (US$ 350 milhões) no final de 2015.

Mamidekis também estava envolvido em negócios de hotelaria, navegação, azeite de oliva e vinho. Fonte: Associated Press.