22°
Máx
16°
Min

Polícia identifica mais uma vítima do assassino da Universidade da Califórnia

A polícia identificou, nesta quinta-feira, o homem que teria entrado em um campus da Universidade da Califórnia (UCLA) e assassinado um professor de engenharia antes de tirar a própria vida.

Segundo a policial Jenny Houser, o atirador era Mainak Sarkar, que foi membro de uma equipe de biomecânica computacional chefiado pela vítima, o professor Bill Klug. Policiais também encontraram, na casa de Sarkar, no Estado de Minnesota, uma "lista de alvos" do atirador, com três nomes: o de Klug, o de um outro professor da UCLA e de uma mulher de sua cidade. Esta também foi encontrada morta. O segundo professor passa bem.

À rede de televisão KTLA-TV, o oficial Charlie Beck afirmou que Mainak Sarkar dirigiu de Minnesota a Los Angeles com duas armas antes de atirar em Klug e depois em si mesmo.

O tiroteio de ontem encheu o campus da UCLA de policiais e espalhou o medo em dezenas de milhares de pessoas da comunidade universitária local. O medo deu lugar à tristeza pela perda de Klug, que trabalhava em modelos de computador para o coração humano.

Segundo Beck, Sarkar teria uma disputa com Lug a respeito de questões envolvendo a propriedade intelectual de algum projeto. As investigações sobre o motivos do atirador continuam. Fonte: Associated Press.