Você poderá alterar sua localização a qualquer momento clicando aqui.
Ocultar   |   Alterar cidade
Você está vendo conteúdo de Curitiba e região.
Ocultar   |   Alterar cidade

Portugal homenageia Mário Soares em primeiro funeral de Estado da era democrática

Portugal homenageia ex-presidente Mário Soares

Figura histórica da política portuguesa, Mário Soares está sendo velado nesta terça-feira, em Lisboa, no primeiro funeral com honras de Estado que o país assiste em sua era democrática. Ex-presidente e ex-premier, ele faleceu no último sábado aos 92 anos, o que levou o governo a decretar três dias de luto nacional. No evento, estão presentes o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, além de representantes estrangeiros, como o rei Felipe VI da Espanha e os presidentes do Parlamento Europeu, Martin Schulz, e do Brasil, Michel Temer, e o ex-presidente José Sarney.

A cerimônia no Mosteiro dos Jerônimos, um dos principais monumentos de Portugal, teve início às 13h (horário local) com um minuto de silêncio, seguido por discursos dos filhos do ex-presidente em memória de Soares. Muito emocionado, João Soares destacou que respeito, admiração e ternura foram qualidades que o pai manteve durante toda a vida. E também citou uma das vezes em que Soares foi preso, em 1967, como exemplo de sua força.

Na cerimônia, estiveram presentes várias autoridades portuguesas, além do rei Felipe VI da Espanha e do presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz. Temer e Sarney se sentaram lado a lado durante o evento. Segundo o "Diario de Noticias", há mais de 500 pessoas no local. O premier português, António Costa, participou apenas por vídeo, porque está em viagem oficial na Índia. Ele foi duramente criticado por não ter cancelado a viagem após a morte de Soares.

Após sua morte, Soares foi levado ao Mosteiro dos Jerónimos, o Panteão Nacional, onde acontece a cerimônia desta terça-feira. Como era laico, ele não foi velado em nenhuma capela, nem houve missa de corpo presente. No monastério, Soares, então primeiro-ministro, assinou no dia 12 de junho de 1985 o tratado de entrada de Portugal à Comunidade Econômica Europeia, antecessora da União Europeia.

Os restos mortais do ex-chefe de Estado, expostos na capela ardente do mosteiro dos Jerônimos, no bairro de Belém, serão enterrados nesta terça-feira à tarde no cemitério dos Prazeres, próximo do centro da cidade. O cortejo fúnebre já saiu em procissão, passando pelo Parlamento e pela sede do Partido socialista.

Temer foi recebido nesta manhã pelo presidente português no Palácio de Belém. No encontro, ele teria dito que levava as condolências de todo o povo brasileiro, em um gesto para reforçar as relações dos dois países.