28°
Máx
17°
Min

Presidente da África do Sul pede desculpas por escândalo de corrupção

Em meio à escalada da crise política, o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, pediu desculpas nesta sexta-feira pelo escândalo de corrupção envolvendo gastos do Estado em sua residência particular e disse que iria respeitar a decisão do Tribunal Constitucional que ele deveria restituir aos cofres públicos alguns fundos.

Em um pronunciamento emitido em rede nacional de televisão, Zuma disse que agiu "de boa-fé" nas obras de sua casa em Nkandla, o que alimentou preocupações sobre suposta corrupção nos mais altos níveis de governo e deram gás à oposição que quer a renúncia do presidente.

"Essa questão tem causado muita frustração e confusão, para a qual peço desculpas em meu nome e em nome do governo", disse Zuma.

Porém, é improvável que o discurso contenha o movimento da oposição de enquadrar Zuma em crime de responsabilidade.

No entanto, o impeachment de Zuma exige uma maioria de dois terços no parlamento, onde o partido governista Congresso Nacional Africano tem uma maioria confortável e já derrotou uma moção de desconfiança contra Zuma este ano.

O Tribunal Constitucional também decidiu quinta-feira que o Parlamento fracassou em suas obrigações ao não fiscalizar os gastos de Zuma. Fonte: Associated Press.