28°
Máx
17°
Min

Presidente das Filipinas diz que Obama 'poderia ir para o inferno'

Foto: Divulgação) - Presidente das Filipinas diz que Obama 'poderia ir para o inferno'
Foto: Divulgação)

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse, em um discurso nesta terça-feira, que o presidente americano Barack Obama "poderia ir para o inferno". A fala de Duterte foi uma resposta às críticas de Obama contra a política filipina antidrogas.

A União Europeia, que também criticou as políticas de Duterte, acabou sendo alvo de outras críticas do filipino, que afirmou ser melhor "escolher o purgatório, porque o inferno estaria cheio".

Desde que assumiu, em junho, Duterte tem sido bastante duro contra as críticas contra sua política antidrogas. Em apenas três meses, mais de 3 mil suspeitos de serem traficantes ou usuários de drogas foram mortos, o que alarmou as Nações Unidas, a União Europeia e os Estados Unidos.

Irritado após as críticas dos Estados Unidos, Duterte fez uma série de pronunciamentos públicos, afirmando que poderia rever a presença de tropas americanas no país. De acordo com o presidente filipino, as tropas estariam inflamando uma revolta contra a minoria muçulmana no sul do país - o que estaria complicando um acordo de paz com os insurgentes.

Recentemente, Duterte comparou sua guerra antidrogas com o Holocausto de Hitler, o que provocou indignação. Após o comentário, o presidente das Filipinas pediu desculpas à comunidade judaica dizendo que não teve "qualquer intenção de menosprezar a memória dos 6 milhões de judeus assassinados pelos alemães". Fonte: Associated Press.