26°
Máx
19°
Min

Presidente turco convoca reunião extraordinária para discutir tentativa de golpe

Líderes e generais turcos convocaram hoje uma reunião extraordinária de segurança, durante a qual o presidente Recep Tayyip Erdogan deverá anunciar novas medidas, na esteira da fracassada tentativa de golpe militar da semana passada.

Erdogan abriu a reunião logo após retornar à capital turca, Ancara, pela primeira vez desde o golpe frustrado da última sexta-feira.

Antes de embarcar em Istambul, sua cidade natal e reduto político, Erdogan declarou ontem que o governo em breve anunciaria "uma importante decisão". "Estamos correndo contra o tempo e precisamos tomar decisões rapidamente para logo obtermos resultados", disse Erdogan na ocasião.

Em resposta à tentativa de golpe, o governo já mandou prender mais de 6,3 mil militares, incluindo 118 generais e almirantes. Entre os detidos, aproximadamente 1 mil são suspeitos de participação no golpe.

O governo também suspendeu ou demitiu dezenas de milhares de servidores civis que teriam ligações com Fethullah Gulen, um clérigo turco baseado nos EUA que, segundo Erdogan, teria idealizado o golpe fracassado. Gulen nega as acusações. Fonte: Dow Jones Newswires.