22°
Máx
14°
Min

Primeiro-ministro da Ucrânia renuncia em meio a crise política

O primeiro-ministro da Ucrânia, Arseniy Yatsenyuk, anunciou sua renúncia este domingo durante um pronunciamento transmitido pela televisão. A decisão dele abre caminho para a formação de um novo governo na tentativa de solução para uma prolongada crise política.

Em seu pronunciamento semanal na TV, Yatsenyuk afirmou que sua renúncia será submetida formalmente ao Parlamento na terça-feira.

"Hoje vejo minhas metas como sendo mais amplas que os poderes do governo", disse Yatsenyuk. Ele afirmou que iria se concentrar em aprovar uma nova lei eleitoral, na promulgação de uma reforma constitucional e judicial e em assegurar "o controle da coalizão sob o curso de um novo governo".

Yatsenyuk sobreviveu a uma votação no Parlamento que obteve votos insuficientes para dissolver o governo, mas os dois partidos deixaram a coalizão governista em protesto. A crise política se acirrou em meio à deterioração da economia e ao passo lento na realização de reformas.

Com a renúncia, a coalizão governista perde sua maioria no Parlamento ucraniano. Se os legisladores falharem em formar uma nova coalizão e em unirem-se em torno de um novo primeiro-ministro, isso poderá levar a antecipação das eleições. Essa é uma hipótese que o presidente Petro Poroshenko tem tentado evitar por temer uma maior desestabilização no país. Fonte: Associated Press.