27°
Máx
13°
Min

Putin e Assad se comprometem com acordo de cessar-fogo na Síria

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, prometeu juntamente com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, se comprometer com um cessar-fogo na Síria, informou o Kremlin nesta quarta-feira.

De acordo com o comunicado, Assad falou por telefone com Putin e descreveu o cessar-fogo proposto, com início no sábado, de um "passo importante em direção a uma solução política" na Síria.

"Ele confirmou, em particular, a disposição do governo sírio de facilitar o estabelecimento de uma trégua", acrescentou o comunicado.

As autoridades em Washington e Moscou disseram que a trégua não se aplicará a dois grupos militantes designados pelas Organização das Nações Unidas (ONU) como organizações terroristas: o Estado Islâmico e a Frente Nusra, braço da Al-Qaeda.

Na declaração, Putin e Assad enfatizaram a importância de continuar a "luta intransigente" contra os dois grupos. A Rússia e o regime de Assad tem marcado todos os grupos rebeldes como terroristas, o que dificulta as perspectivas de qualquer trégua.

Forças do regime sírio apoiado pelo poder aéreo russo continuaram a pressionar uma ofensiva intensa no norte da Síria em meio aos últimos esforços diplomáticos para mediar a suspensão da luta.

Autoridades militares e conselheiros de inteligência do presidente dos EUA, Barack Obama, expressaram dúvidas sobre se a Rússia vai respeitar um cessar-fogo, disseram autoridades norte-americanas. Assad prometeu lutar para restaurar o controle sobre todo o país. Fonte: Dow Jones Newswires.