27°
Máx
13°
Min

Quênia diz que matou chefe do al-Shabab que planejou massacre em universidade

Um ataque aéreo matou o chefe de inteligência do al-Shabab, um grupo extremista com sede na Somália em que acredita-se ter planejado uma série de ataques contra os quenianos, disse o porta-voz do Exército do Quênia, David Obonyo.

Em comunicado, Obonyo disse que Mahad Karate, também conhecido como Abdirahim Mohamed Warsame, foi morto junto com 10 membros de nível médio do al-Shabab em um ataque aéreo há 10 dias no campo de Madrid, no sul da Somália.

O departamento de Estado dos EUA em abril ligou Karate ao terrorismo, dizendo que ele tinha um papel fundamental no Amniyat, um braço do al-Shabaab e responsável pelo ataque em abril na Universidade de Garissa no Quênia, que resultou em quase 150 mortes.

Al-Shabaab quer derrubar o governo fraco da Somália e tem realizado ataques extremistas em países vizinhos que enviaram tropas de manutenção da paz para apoiar o governo da Somália. Fonte: Associated Press.