22°
Máx
16°
Min

Rajoy reafirma compromisso da Espanha com maior integração da UE após Brexit

O primeiro-ministro interino da Espanha, Mariano Rajoy, disse hoje que seu governo recebeu "com tristeza" a decisão dos britânicos de votarem pela saída do Reino Unido da União Europeia, no processo conhecido como "Brexit".

Rajoy também reafirmou o compromisso de Madri com uma "maior integração econômica e política" da UE. A Espanha está entre os países mais pró-europeus do bloco.

Em comentários transmitidos pela TV local, Rajoy disse ainda que os espanhóis no Reino Unido e os britânicos na Espanha vão manter os direitos de trabalho e viagem em cada país, como garantido pela legislação da UE, enquanto o governo britânico negocia a saída do bloco.

Rajoy notou que essas negociações vão demorar "ao menos dois anos", período que só começará a contar depois que o Reino Unido notificar oficialmente os demais integrantes da UE que deixará o bloco.

Trabalhadores em Gibraltar, um território britânico localizado no extremo sul da Península Ibérica, também poderão continuar "trabalhando e circulando com absoluta normalidade", disse Rajoy.

O comentário de Rajoy contrasta com o que afirmou mais cedo o ministro de Relações Exteriores interino da Espanha, José Manuel García-Margallo. Para o ministro, a votação britânica vai fortalecer a antiga reivindicação da Espanha de assumir o controle de Gibraltar.

A Espanha e o Reino Unido disputam Gibraltar desde que forças anglo-holandesas capturaram o território em 1704 e os britânicos conquistaram a soberania, nove anos depois. Desde então, os espanhóis tentam recuperar o território.

No domingo (25), os espanhóis vão realizar eleições parlamentares. Na campanha pré-eleitoral, o premiê interino e o seu conservador Partido Popular têm prometido manter o período de crescimento econômico e criação de empregos que tirou a Espanha da recessão sob o comando de Rajoy.

O pleito do fim de semana será o segundo na Espanha em seis meses. Uma votação inicial, ocorrida em dezembro, levou à fragmentação do Parlamento. As últimas pesquisas mostram que, mais uma vez, nenhum partido individual ou aliança deverá conquistar a maioria. Os parlamentares provavelmente lançarão uma nova rodada de negociações, na tentativa de formar um governo, e o resultado dessas conversas é incerto.

O impacto do Brexit na Espanha, cuja economia e empresas têm estreitos laços com o Reino Unido, é outro fator de incerteza. Fonte: Dow Jones Newswires.