22°
Máx
17°
Min

Rebeldes sírios lançam ofensiva para abrir cerco do governo Assad em Alepo

Grupos rebeldes da Síria lançaram uma nova ofensiva neste sábado na tentativa de romper o cerco das tropas do presidente Bashar Assad nas cercanias de Alepo, levando a confrontos intensos e ataques aéreas na parte sul da maior cidade do país, disseram militantes e a mídia estatal.

Um militar afirmou à agência de notícias estatal SANA que "grandes números" de militantes atacaram um colégio militar defendido pelas tropas de Assad na cidade, mas que as forças leais ao presidente defendiam o local.

O governo fechou completamente a principal estrada que leva às regiões da cidade controladas pelos rebeldes em 17 de julho, efetivamente cercando as cercanias. As Nações Unidas acreditam que existam entre 250 mil e 300 mil encurralados junto aos rebeldes desde então.

O poderoso grupo ultraconservador Ahrar al-Sham group, que faz parte da ofensiva, postou um vídeo mostrando combatentes dentro do colégio militar. Os rebeldes afirmam que a base está sob comando total, e mostraram fotos de tanques destruídos e peças de artilharia em seu controle. A coalizão da Ahrar al-Sham's inclui a Fronte da Conquista do Levante, um grupo filiado à Al Qaeda que recentemente anunciou sua separação da organização mãe.

"É apenas questão de horas antes de rompermos o cerco imposto sobre nossos irmãos em Alepo", disse um militante no vídeo.

Uma reportagem da TV estatal na área mostrou que o conflito era intenso. Já a rede de televisão baseada no Líbano, Al-Mayadeen, reportou que forças do governo estão sendo enviadas para reforçar a região. Fonte: Associated Press.