21°
Máx
17°
Min

Repórter de TV alemã é detido na Turquia

Um repórter da TV pública da Alemanha SWR foi detido nesta terça-feira em no Aeroporto de Istambul, no que uma autoridade turca disse ser uma reação a um incidente prévio.

O correspondente Volker Schwenck foi barrado na entrada da Turquia depois de voar do Cairo e foi mantido na sala de deportação do Aeroporto de Ataturk, disse o porta-voz da SWR, Wolfgang Utz. "Ele não foi liberado e não foi dada qualquer razão de sua prisão ainda", disse.

No entanto, um alto funcionário do governo turco disse, sob condição de anonimato, que Schwenck foi banido de entrar na Turquia por causa de um incidente prévio não especificado. "Ele sabia que estava proibido de entrar no país, mas mesmo assim ele veio", afirmou.

Utz negou essa versão.

"Nunca houve qualquer problema. É a primeira vez que Schwenck enfrenta esta situação", disse. "Ele está consciente que não cometeu nenhuma ação que causasse este banimento."

Schwenck - que planejava viajar para a fronteira turca com a Síria para entrevistar refugiados - postou uma foto no Twitter com um documento intitulado "Relatório de Notificação de Passageiros Inadmissíveis". "Parada final em Istambul. Entrada na Turquia negada. Há uma nota com meu o nome. Sou um jornalista. Um problema?", tuittou.

A SWR faz parte da rede da ARD, uma das duas principais TVs públicas alemãs. Recentemente, um comediante da ARD fez uma paródia com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, o que levou o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Turquia a convocar seu embaixador na Alemanha.

A outra grande rede pública alemã, a ZDF, esteve envolvida recentemente em uma disputa com a Turquia em torno de um programa que exibiu um poema satírico sobre Erdogan. Fonte: Associated Press.