28°
Máx
17°
Min

Rubio e Kasich hesitam em apoiar Trump caso empresário se torne candidato

(Foto: Michael Vadon/ Wikimédia Communs) - Rubio e Kasich hesitam em apoiar Trump caso empresário se torne candidato
(Foto: Michael Vadon/ Wikimédia Communs)

O governador do Estado norte-americano de Ohio culpou o pré-candidato Donald Trump por criar um ambiente "tóxico" e sugeriu que pode não apoiar o empresário caso ele se torne o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos. O senador da Flórida Marco Rubio também expressou dúvidas sobre seu apoio a nomeação republicana.

Os pré-candidatos fizeram essas declarações neste sábado, após Trump cancelar um comício marcado para a noite desta sexta-feira, em uma universidade de Chicago, alegando questões de segurança. Trump, cancelou um comício marcado para a noite desta sexta-feira, em uma universidade de Chicago, alegando questões de segurança.

Neste sábado, Trump foi rapidamente cercado por agentes do Serviço Secreto em um aeroporto perto de Dayton, Ohio, onde fazia um discurso. Autoridades afirmaram que um homem tentou subir ao palanque onde o candidato estava. Mais tarde, em outro evento, Trump atacou Kasich por apoiar políticas de livre comércio que, segundo o empresário, afetaram negativamente o mercado de trabalho e a economia do Estado de Ohio, e acusou o governador de abandonar o Estado enquanto faz sua campanha.

Kasich, por sua vez, também atacou seu oponente em coletiva de imprensa em Sharonville, também no Estado de Ohio. "Donald Trump criou um ambiente tóxico, que permitiu que seus apoiadores e aqueles que buscam o confronto se unissem em violência", afirmou. "Não há espaço para isso. Não há espaço para que um líder nacional se aproveite do medo das pessoas que vivem em nosso país."

Questionado sobre se ainda apoiaria Trump caso ele fosse nomeado pelo Partido Republicano como candidato à presidência, Kasich respondeu que "isso é extremamente difícil".

Na Flórida, Rubio disse não saber se irá apoiar qualquer candidato republicano. "Isso está ficando mais difícil a cada dia", respondeu. Momentos depois, em discurso a eleitores, Rubio pediu que a população "examinasse o discurso de nosso próprio partido", argumentando que Trump fomentou um tom negativo em sua campanha que culminou nos conflitos na sexta-feira. "Se ele for nosso nomeado, é assim que nosso partido será definido", disse Rubio.

Enquanto isso, a pré-candidata democrata Hillary Clinton culpou Trump pela intensificação dos confrontos em eventos de campanha, dizendo que sua retórica divisionista é perigosa e que encoraja a violência. Fonte: Dow Jones Newswires.