27°
Máx
13°
Min

Rússia diz que ataque a base do exército sírio deixou 62 mortos

Um porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, o major-general Igor Konashenkov, afirmou que 62 soldados sírios foram mortos após um ataque aéreo a uma base do exército da Síria, próxima ao aeroporto de Deir el-Zour. A Síria acusa a coalizão liderada pelos Estados Unidos de ter executado o ataque, mas a Rússia preferiu não citar o país e disse que os responsáveis foram a coalizão internacional.

Segundo Konashenkov, os ataques foram conduzidos por dois caças F-16 e dois A-10 vindos da fronteira com o Iraque e deixaram mais de 100 feridos.

Em um comunicado emitido neste sábado, a Síria fala em um "ataque grave e flagrante na Síria e seus militares" e diz que o ocorrido foi "uma prova do apoio dos EUA ao Daesh e outros grupos terroristas". Daesh é o acrônimo árabe para o Estado Islâmico.

No início desta semana, a Rússia e o Estados Unidos colocaram em prática um acordo de cessar-fogo que vem sendo mantido apesar de dezenas de violações. Fonte: Associated Press.