28°
Máx
17°
Min

Saída do Reino Unido da UE frearia mais integração no bloco, diz ministro alemão

A União Europeia deve frear qualquer iniciativa de mais integração, caso o Reino Unido decida deixar o bloco, ou enfrentará o risco de rejeição popular em outros países, afirmou uma das mais graduadas autoridades da Alemanha e importante aliado da chanceler alemã, Angela Merkel. O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble, disse que se oporia a medidas para aproximar mais os membros da UE, em reação a um eventual voto no Reino Unido a favor da saída do bloco no plebiscito do dia 23.

"Nós não podemos simplesmente exigir mais integração como resultado de um Brexit", afirmou Schaeuble, citando o termo que vem sendo empregado para a eventual saída do país. A autoridade alemã falou em entrevista ao semanário alemão Der Spiegel, que deve ser publicada na íntegra neste sábado. Para Schaeuble, um esforço por mais integração levaria a questionamentos sobre a falta de compreensão dos políticos dos sinais das urnas.

Schaeuble defende que uma Europa mais integrada pode responder melhor aos desafios econômicos e de segurança globais. Mas a fala dele sugere que o establishment favorável ao bloco pode estar admitindo a escala da hostilidade contra a UE, que tem aumentado entre os 28 países membros. "Um Brexit seria duro para todos, especialmente para o próprio Reino Unido", comentou ele. "Eu espero que eles escolham com sabedoria."

Merkel, que também falou nesta sexta-feira, disse que a manutenção do país na UE "seria o melhor" resultado. Fonte: Dow Jones Newswires.