26°
Máx
19°
Min

Sanders vence Hillary em primária democrata em Virginia Ocidental

O pré-candidato pelo Partido Democrata à corrida presidencial nos EUA Bernie Sanders derrotou a principal pré-candidata Hillary Clinton na primária em Virginia Ocidental na terça-feira, recuperando impulso e deixando alguns dos apoiadores de Hillary preocupados de que o seu caminho para a nomeação em seu partido possa ser dificultado até o fim.

"Eu sempre fico desconfortável quando ela perde", disse o senador do estado de New Hampshire Lou D'Allesandro, que apoia Clinton. "Toda vez que o Sanders apresenta-se e conta a sua história, mais pessoas começam a falar sobre ele", disse ele.

Uma vitória de qualquer tamanho em Virginia Ocidental de Sanders não iria desalojar Clinton de sua posição dominante na disputa primária. Virginia Ocidental oferece apenas 29 delegados democratas e, de acordo com as regras do partido que lhes concedem numa base proporcional, era improvável que Clinton saísse de mãos vazias. Sanders conquistou pelo menos 14 delegados, enquanto Hillary, 10.

Mesmo com Hillary na liderança, as pesquisas sugerem que Sanders poderia atrapalhar as vitórias da pré-candidata na próxima semana em Oregon e Kentucky, demonstrando que uma ala considerável do partido permanece atraída pela sua mensagem populista e ainda não está pronta para se unir atrás de Hillary Clinton.

Mais vitórias também tendem a alimentar a captação de recursos de Sanders, dando-lhe mais dinheiro para anúncios de TV.

Apesar de mais uma vitória do rival, Clinton precisa agora conseguir apenas mais 144 delegados para alcançar os 2.383 exigidos pelo Partido Democrata para vencer as primárias e se tornar a candidata presidencial da legenda. Até agora, Sanders conquistou 1.469 delegados.

Do lado republicano, o pré-candidato Donald Trump venceu com facilidade as primárias em Virginia Ocidental e em Nebraska.

O empresário de Nova York já não tem qualquer oposição. Ainda assim, ele continua a fazer campanha em estados primários, perseguindo o número mágico de 1.237 delegados necessários para conquistar a nomeação do partido.

Trump passou o fim de semana em campanha na Virgínia Ocidental e Nebraska. Ele também apareceu nos próximos dois estados no calendário do Partido Republicano, Oregon e Washington. Fonte: Dow Jones Newswires.