22°
Máx
16°
Min

Secretário-geral da Otan pede por calma após relatos de golpe na Turquia

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, pediu por "calma, moderação" e respeito pela constituição e instituições democráticas da Turquia.

Stoltenberg afirmou que estava observando atentamente - e com preocupação - os últimos acontecimentos da Turquia, e disse que falou mais cedo com o ministro das Relações Exteriores do país, Mevlut Cavusoglu.

Após o anúncio de que o exército turco teria tomado o controle do governo nesta sexta-feira, as delegações correram em busca de notícias. Em Bruxelas, as autoridades disseram que estavam tentando esclarecer relatos conflitantes sobre o golpe. Um porta-voz da aliança se recusou a comentar.

Autoridades avaliavam se os embaixadores da Otan se reuniriam no fim de semana, ou na próxima segunda-feira, para uma sessão de emergência. Um oficial da delegação turca para a Otan disse que não havia protocolo a seguir e que estava esperando por instruções.

Autoridades gregas foram comunicadas sobre a situação na Turquia e oficiais cipriotas realizaram uma reunião de emergência, de acordo com autoridades de ambos os países. Partes do Chipre continuam sob ocupação turca.

Um assessor do primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, falou com um assessor da presidência da Turquia e disse que o governo grego apoia o governo democraticamente eleito da Turquia.

Grécia e Turquia, ambos membros da Otan, têm tensões de longa data e observaram algumas crises bilaterais nas últimas décadas.

Autoridades da União Europeia também estavam no "modo de espera", nesta sexta-feira, com a esperança de que o país não desça ao caos. "Ainda esperamos por estabilidade, paz e continuidade na Turquia", disse uma autoridade sênior da UE.

A representante de política externa da UE, Federica Mogherini, pediu por "moderação e respeito às instituições democráticas". Erdogan ainda recebeu o apoio do secretário-geral do Conselho Europeu, Thorbjørn Jagland, que criticou a tentativa de golpe. Fonte: Dow Jones Newswires.