24°
Máx
17°
Min

Seis Estados dos EUA realizam primárias, com destaque para a Califórnia

Seis Estados realizam primárias nesta terça-feira nos Estados Unidos, sendo que a votação mais importante ocorre na Califórnia, que determina 175 delegados republicanos e 475 democratas. A disputa ocorre horas depois da ex-secretária de Estado Hillary Clinton conquistar o número necessário de delegados para garantir a indicação democrata.

Caso os superdelegados - que votam em quem quiser, independentemente das votações das primárias - confirmarem seu apoio a Hillary, a ex-primeira-dama já tem apoio suficiente para ser o nome do Partido Democrata na corrida pela Casa Branca. Do lado republicano, o empresário Donald Trump já atingiu o número suficiente de delegados para representar o Partido Democrata.

Se confirmar a indicação, Hillary será a primeira mulher a ser candidata por um dos dois partidos majoritários dos EUA. Hoje, a líder democrata na Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, declarou apoio a Hillary. "Eu sou uma eleitora da Califórnia e votei por Hillary Clinton para presidente dos Estados Unidos", disse Pelosi. Ex-presidente da Câmara, Pelosi chegou a elogiar Sanders por atrair o interesse dos jovens para a política

Nesta terça-feira, há primárias em Nova Jersey, Califórnia, Montana, Novo México, Dakota do Norte e Dakota do Sul. O rival de Hillary, o senador Bernie Sanders, não fez menção à vitória de Hillary na contagem de delegados e disse que manterá a campanha, a fim de convencer superdelegados que apoiam a rival a trocar de lado.

Entre os republicanos, há votação em cinco Estados - não há voto republicano hoje na Dakota do Norte. Tecnicamente, a disputa não terminou nas primárias e Hillary e Trump precisam ainda ser confirmados pelos delegados na convenção nacional partidária. Com a disputa nas primárias na prática decidida, porém, os candidatos podem se concentrar mais na busca por financiamento para a eleição geral. Fonte: Associated Press.