22°
Máx
16°
Min

Suíça: partido propõe expulsão de estrangeiros que cometam crimes menores

Eleitores suíços vão às urnas neste domingo para decidir sobre uma iniciativa controversa proposta por um partido nacionalista de direita, que pode levar à expulsão automática de estrangeiros que cometem crimes, até mesmo de menor gravidade.

O referendo segue repetidos esforços feitos nos últimos anos para reforçar as medidas contra os estrangeiros, mas considerados insuficientes pelo Partido do Povo Suíço. As pesquisas sugerem uma disputa acirrada na votação, que poderia levar a expulsões automáticas para crimes graves, como estupro ou assassinato, mas também em casos de crimes menos graves, como excesso de velocidade ou desacato à polícia, se houver reincidência em um período de dez anos.

Críticos dizem que a medida iria estigmatizar estrangeiros injustamente, mas o partido de direita insiste que esta é a vontade do povo. Alguns eleitores estavam relutantes em compartilhar seus pensamentos sobre o referendo, enquanto outros se expressaram abertamente contra a proposta.

"Isso me enfurece", disse Ferenc Begin, um artista de 80 anos de idade, lembrando que ele próprio chegou como um estrangeiro da Hungria nos tempos "em que a Suíça era um país acolhedor". "Eu acho que esta iniciativa pode provocar vários danos para a Suíça", disse ele. "A proposta não aborda os problemas certos, porque os criminosos vêm de outros lugares e passam pela Suíça". Fonte: Associated Press