22°
Máx
14°
Min

Suspeitas de planejarem ataque em Paris são investigados formalmente

Autoridades francesas anunciaram na noite de ontem que vão investigar formalmente três mulheres acusadas de planejar um ataque terrorista em Paris com um carro repleto de botijões, que foi encontrado próximo à catedral de Notre Dame no último dia 4.

As suspeitas foram identificadas como Ines M., Sarah H. E Amel S., estavam sob custódia desde a última quinta-feira. Uma quarta pessoas, identificada como Ornella G., já enfrentava acusação preliminar por participar do plano.

Na lei francesa, a acusação preliminar é um passo formal que pode levar a uma condenação ou o abandono do caso.

A descoberta de um carro repleto de botijões de gás estacionado no centro da capital francesa desencadeou uma busca nacional por veículos suspeitos. Mais de 200 pessoas morreara nos últimos doze meses no país em consequência de ataques terroristas.

De acordo com o promotor François na sexta-feira, as três mulheres foram dirigidas pelo grupo extremista Estado Islâmico. Duas delas confrontaram policiais na semana passada, resultando em um deles esfaqueado.

O caso sugere que o Estado Islâmico está expandindo seus esforços para comandar ataques na Europa. Uma das detidas, Sarah, tinha ligação com os extremistas de nacionalidade francesa que mataram três pessoas em um ataque recente no país, disse Molins. Outra, de 19 anos, deixou uma nota jurando aliança ao grupo extremista. Fonte: Associated Press.