22°
Máx
16°
Min

Terroristas do ataque a aeroporto na Turquia vieram da Rússia e Ásia Central

(Foto: Agência Brasil | EPA/Sedat Suna/Agência Lusa) - Terroristas do ataque na Turquia vieram da Rússia e Ásia Central
(Foto: Agência Brasil | EPA/Sedat Suna/Agência Lusa)

Os três homens que detonaram coletes com explosivos no aeroporto Atatürk, na última terça-feira, eram de nacionalidades russa, usbeque e quirguistanesa, afirmou hoje a agência estatal de notícias turca, Anadolu.

Apesar de ter divulgado a nacionalidade dos terroristas, que mataram 43 pessoas e deixaram outras 238 feridas, ainda não se sabe quem está por trás do ataque. A principal suspeita do governo recai sobre o grupo extremista Estado Islâmico.

No ano passado, o Serviço Secreto da Rússia estimou que mais de 5 mil cidadãos da Rússia e da Ásia Central viajaram à Síria e ao Iraque para lutar ao lado do estado Islâmico e de outros grupos radicais.

Separadamente, a polícia afirmou ter detido 13 pessoas que supostamente teriam conexão com o atentado terrorista, quatro deles estrangeiros. A identidade de um dos homens-bomba também foi descoberta, mas não revelada.

O extremista russo teria vindo do Daguestão, uma região predominantemente muçulmana no sul do país, próxima à Geórgia e ao Azerbaijão. Líderes de um movimento insurgente regional juraram lealdade ao Estado Islâmico. Fonte: Dow Jones Newswires.