22°
Máx
14°
Min

Teste de míssil marca celebração de feriado na Coreia do Norte

A Coreia do Norte marcou seu feriado dos "Militares Primeiro" nesta quinta-feira com danças, shows ao ar livre e comemorações sobre um teste de míssil balístico lançado por um submarino. O fechado regime comunista espera que esse teste sirva como uma advertência para a Coreia do Sul e os Estados Unidos para que eles não realizem exercícios militares conjuntos na região.

A televisão e a imprensa norte-coreana mostraram imagens do lançamento, realizado nas primeiras horas do dia anterior. O teste foi com um míssil "Pukguksong" a partir de uma posição submersa perto da cidade portuária de Sinpo. O projétil teria seguido por 500 quilômetros rumo a mares no entorno do Japão, a distância mais longa conseguida pelo país em um lançamento em submarinos.

O presidente Kim Jong Un foi mostrado sorridente abraçando autoridades, após acompanhar o teste. "Sucesso de todos os sucessos", disse o líder, segundo a imprensa estatal. Os EUA e a Coreia do Sul condenaram o teste.

A capacidade de lançar mísseis de longo alcance a partir de submarinos poderia fortalecer significativamente o poderio de Pyongyang na região. O país já havia tentado esses lançamentos duas vezes anteriormente, mas nenhum deles teve sucesso, segundo especialistas de fora do país.

O teste ocorre no momento em que EUA e a Coreia do Sul realizam seus exercícios anuais militares, que devem durar 12 dias.

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas discute uma possível comunicação oficial após o lançamento norte-coreano. O país já foi alvo de várias sanções por causa de seus testes militares, incluindo com bombas nucleares. A Coreia do Sul condenou o mais recente lançamento, mas reconheceu que ele representou uma melhoria em comparação com testes similares anteriores. Fonte: Associated Press.