23°
Máx
12°
Min

Theresa May sinaliza pretensão de conduzir Brexit de forma rápida

A nova primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, sinalizou que pretende conduzir os preparos para a saída da União Europeia o mais rápido possível ao colocar alguns dos políticos mais anti-UE em papéis importantes. Seu novo gabinete inclui figuras-chave do Brexit, como o novo Secretário de Relações Exteriores, Boris Johnson, e David Davis, que se tornou o ministro encarregado do Brexit.

"Muitas das pessoas que ela escolheu estão cientes de que o Partido Conservador precisa responder a esse momento populista", afirmou o professor de política na universidade Queen Mary, Tim Bale.

Johnson e Davis estão agora encarregados de elaborar uma nova política externa e examinar a relação comercial do Reino Unido com países dentro e fora da União Europeia. Johnson tem um histórico de insultar alguns dos líderes e pessoas de outros países com as quais ele terá de negociar agora. Nos últimos meses, ele acusou o presidente dos EUA, Barack Obama, de ser anti-Reino Unido porque seu pai era do Quênia e também escreveu uma anedota sobre o presidente da Turquia transar com uma cabra.

Davis, o "ministro do Brexit", escreveu um artigo antes de ser nomeado dizendo que as negociações deveriam começar no início do ano que vem, com a saída completa do Reino Unido acontecendo em dezembro de 2018. Além disso, ele defende que o resultado ideal das negociações seria que o Reino Unido continuasse a ter acesso ao mercado único da União Europeia, mas com a imposição de novos controles sobre imigração. Fonte: Dow Jones Newswires.