22°
Máx
17°
Min

Turquia emite outros 47 mandados de prisão contra jornalistas

Autoridades da Turquia emitiram nesta quarta-feira mandados de prisão para 47 ex-executivos ou jornalistas seniores do jornal Zaman, supostamente associado com o clérigo muçulmano Fetullah Gullen que está nos EUA, que o governo tem afirmado estar por trás da tentativa de golpe do dia 15 de julho.

Ao menos um jornalista, o ex-colunista Sahin Alpay, foi detido em sua casa mais cedo nesta quarta-feira, disse a agência estatal Anadolu. O Zaman, que foi ligado ao movimento religioso de Fethullah Gulen, foi invadido pela polícia e documentos foram apreendidos pelo governo em março como parte de uma repressão ao grupo.

No início desta semana, mandados foram emitidos contra 42 outros jornalistas, dos quais 16 foram detidos para interrogatório.

A Turquia deteve mais de 13 mil pessoas no serviço militar, judiciário e outras instituições desde a tentativa de golpe. Milhares de outros trabalhadores do Estado com ligações suspeitas com Gulen foram suspensos de seus empregos em setores como a educação, cuidados de saúde, prefeitura e até mesmo companhias aéreas turcas.

Gulen, que vive nos Estados Unidos e dispõe de uma rede mundial de escolas e fundações, tem repetidamente negado um conhecimento sobre a tentativa de golpe, que matou 290 pessoas. Fonte: Associated Press.