24°
Máx
17°
Min

Turquia faz prisões em agência regulatória bancária em investigação de golpe

A polícia da Turquia prendeu dezenas de pessoas da agência regulatória bancária do país e em uma das maiores universidades de Istambul, como parte das investigações do fracassado golpe de 15 de julho, no qual mais de 270 pessoas morreram. Segundo a agência estatal Anadolu, 29 auditores da Agência de Regulação e Supervisão Bancária foram detidos por realizarem "investigações irregulares" em 2013 de fundações e empresários ligados ao governo.

Além disso, ordens de prisão foram emitidas para 62 acadêmicos que trabalham na Universidade de Istambul como parte da mesma investigação. Desse total, a polícia prendeu 44 deles.

A Turquia acusa o clérigo Fethullah Gulen, que vive nos Estados Unidos, de orquestrar o golpe. Com isso, as autoridades lançaram uma grande ofensiva contra o movimento de Gulen, prenderam mais de 40 mil pessoas e afastaram dezenas de milhares de postos na administração pública. Fonte: Associated Press.